ExtremaOnLine

www.extremaonline.com



HISTÓRIA DO SKATE

Como surgiu o Skate

Ainda não se sabe exatamente quando apareceu o Skate , mas podemos dizer que foi no princípio dos anos 60 na Califórnia. Era em uma época aonde reinava o surf, praia e a curtição total sobre uma prancha. Mas eles queriam fazer das pranchas um divertimento também nas ruas, numa época de marés baixas e seca na região. Inicialmente, o novo esporte foi chamado de sidewalk surf.
Os skates eram muito primitivos, não possuíam nose nem tail, era apenas uma tabua e quatro rodinhas. O crescimento do esporte se deu de uma maneira tão grande, que muitos dos jovens da época adotaram ao esporte chamado skate, surgiam então os primeiros skatistas da época. Era uma época aonde o free style dominava, os skatistas usavam e abusavam deste tipo de manobra. No ano de 1965 se comercializaram os primeiros skates fabricados industrialmente e começaram as primeiras competições. Esporte então, teve seu auge em meados dos anos 70, aconteceu um fato que chocou a maior parte de todos os skatistas, a revista "Skateboarder"que era uma das mais importantes sobre o assunto, anunciou a sua mudança de planos, agora cobrindo assuntos sobre competições de Biker's. Foi quando se deu a morte do skate, muitas pistas fecharam, e muitos abandonaram o esporte, apenas ficaram os que realmente gostam do carrinho. Ouve então que esses skatistas que perderam suas pistas, suas revistas, e tudo que era a respeito sobre eles, se lançaram a andar na rua, usando tudo que achavam no cotidiano como obstáculo, dai se deu o street skate. Em meados dos anos 70,houve o racionamento de água nos E.U.A, as pessoas esvaziavam suas piscinas, foi ai que os skatistas perceberam que essas piscinas vazias, poderiam ser ótimos obstáculos, foi ai que se deu o skate vertical.
Nos anos 80 o skate volta ao seu auge, com a inovação dos skates, e a utilização das pistas em "U" os half pipes, o skate retorna as suas origens de muitos adeptos, e com o aparecimento de vários nomes do sk8board mundial: Steve caballero, Tony alva, Tom sims, entre outros contribuíram e muito para o progresso do skate. Foi aí que surgiu um garoto que com apenas 12 anos, mandava flips muito altos na rampa, um garoto magro e com um estilo muito técnico e mesmo com pouca idade já deixava todos de queixo caído, seu nome? nada mais do que um simples skatista chamado Tony Hawks.
Outro fator muito importante para o sk8 da época, foi o vídeo da Bones Brigade, onde Steve Caballero teve um papel bastante forte na sua existência. A partir dai, o sk8 nunca mais teve seu declínio, nos anos 90 foi quando o sk8 atingiu o seu auge, com muitos adeptos, produtos, e campeonatos que incentivam bastante os jovens crianças, e até os velhos dos anos 90.

Em 1965, surgiram os primeiros campeonatos, mas o skate só ficou mais reconhecido uma década depois.

Em 1973, o norte-americano Frank Naswortly inventou as rodinhas de uretano, que revolucionaram o desporto. Um skate passou a pesar à volta de 2,5 kg.

Na década de 1980, um dos revolucionários do skate street e freestyle foi Rodney Mullen. Mullen desenvolveu várias manobras como ollie, flip, heelflip, hardflip, kickflip, casper, darkslide, rockslide, 50-50, body varial, nollieflip underflip, primo, reemo, varialflip, inward heelflip, inward kickflip, 360 flip, fs flip, bs flip, varial heelflip, fs heelflip, bs heelflip, etc. Grande parte das manobras existentes atualmente são derivadas destas manobras. Rodney Mullen foi diversas vezes campeão mundial, chegando a ser considerado o melhor skater do mundo. Pouco tempo depois Rodney Mullen foi proibido de participar de campeonatos, pois ganhava em todos os campeonatos com as manobras inventadas por si mesmo !

Partes da prancha de skate

O skate é formado por seis peças, todas fundamentais para um bom funcionamento, são elas:

  1. shape (prancha superior)
  2. par de truck (eixo)
  3. quatro rodinhas
  4. oito rolamentos (Dois em cada roda)
  5. oito parafusos
  6. uma lixa auto-adesiva
  • Shape

  • É a prancha de madeira que serve como base para as manobras. Composto por madeira leve e resistente (Mapple, por exemplo) disposto em folhas. Existem hoje vários tipos, com pouco ou muita inclinação, ou com pouca ou muita largura, podendo escolher-se o que mais se adequa a cada tipo de manobras e estilo!
  • Nose

  • A parte da frente do shape. Depois do truck dianteiro. O oposto de tail.

  • Tail

  • É a parte de trás do shape.
  • Cave

  • Cuvatura antes do inicio do nose e tail.
  • Concave

  • Curvatura vertical dos lados do shape (faz com que o skate ganhe pressão para executar as manobras.
  • Trucks

  • São os eixos do skate a parte de metal onde se encaixa as rodas.
  • Base

  • Parte dos trucks que ficam parafusadas ao shape. Na base está fixado o eixo, que tem movimento e segura as rodas.
  • Rodas

  • São feitas geralmente de Poliuretano ou de Uretano. Possuem duas cavidades, uma de cada lado, onde são dispostos os rolamentos (de medida 608). Variam muito quanto ao tamanho. Eram utilizadas rodas mais macias e maiores nas décadas de 70 e 80. Na década de 90, com o "boom" do street skate, elas diminuíram de tamanho, chegando a medir somente 45 mm. E também se tornaram mais duras. Atualmente estão num estágio intermediário, com tamanhos que variam entre 50 e 60 mm, e dureza entre 97 a 103 a.
  • Rolamento

  • Permitem as rodas girarem livremente e portanto o deslize do skate no solo. São confeccionados de ligas de aço e possuem diversas marcas. Existe uma classificação ABEC, que classifica o rolamento quanto a sua precisão nas dimensões. Uma espécie de certificação de engenharia. Portanto essa certificação ABEC por si própria não classifica os rolamentos quanto os quesitos durabilidade e velocidade. Essas características dependem da qualidade dos componentes, como esferas, gaiolas, lubrificação etc. É perfeitamente possível que um rolamento ABEC 3 de determinada marca corra e dure mais que um ABEC 7 de outra marca por exemplo. Existem também rolamentos sem certificação ABEC porém de marcas conceituadas, como os da "Bones".
  • Parafusos

  • Responsáveis por fixar os trucks ao shape. São quatro em cada truck, somando um total de oito parafusos.
  • Lixa

  • Fica aderia à superfície do shape, fazendo com que aumente o atrito entre o calçado e o shape do skate, possibilitando assim a execução de manobras e impedindo que o calçado deslize involuntariamente sobre o shape. Na maioria das vezes é feito em aço, por ter como caracteristica sua resistencia.

    Modalidades

  • Big Air

  • Modalidade criada por Danny Way que foi adotada e atualmente é a principal competição do X-Games. Colocando modalidades que também refletem parte do que os skatistas querem mostrar para o mundo, como o fim da disputas do "skate park" e mostrar disputas de "street skate", em obstáculos que verdadeiramente reproduzem o que os skatistas de street fazem.
  • Down Hill

  • Descidas e ladeiras são os palcos para os skatistas que praticam o downhill. Sempre equipados de capacete e equipamentos de segurança o skatista desce ladeiras íngremes. Existem ladeiras em que os atletas atingem mais de 110 km/h, onde equipamentos como macacão e luvas de couro, capacete fechado é indispensável.
  • Freestyle

  • Modalidade onde o skatista apresenta várias manobras em seqüência, geralmente no chão. O freestyle é considerado uma das primeiras modalidades do Skate.Cada skatista efetua suas combinações de manobras em um tempo pré-estipulado.Hoje,esta modalidade esta voltando com força no mundo inteiro e o seu principal skatista ainda é o Americano chamado;Rodney Mullen. Muitas manobras do street de hoje em dia,vém do freestyle.
  • Mini-rampas

  • As mini-rampas são populares em todo o mundo, pois devido a pouca altura que elas possuem, as manobras são executadas com uma maior facilidades. Nesta modalidade, a uma mistura de street com vertical. Na realidade as mini ramps são um mini half pipe, aonde as paredes não chegam ao vertical. Elas variam de 1 a 2 metros e 10 cm de altura. São excelentes para se aprender manobras, principalmente as que utilizam bordas, onde o eixo ou as rodas permanece em contato com o coping (detalhe de acabamento feito por um cano, inspirado nas piscinas americanas de fundo de quintal). Essas pistas são facilmente construídas. O risco de se machucar em uma manobra é bem pequeno e é uma prática necessária para a evolução de qualquer skatista.
  • Pool Riding

  • É tido como uma das modalidades mais loucas de skate, pois é praticado em piscinas vazias de fundo de quintal, que com suas paredes arredondadas são verdadeiras pistas de skate. Na realidade as pistas de skate em forma de Bowl (bacia) são inspiradas nas piscinas, que tinham a transição redonda: azulejos e coping. O fundo redondo das piscinas americanas é para o caso de a água congelar as paredes não arrebentarem, pois nesse caso o gelo se deslocaria para cima, não fazendo pressão nas paredes. Na década de 70, alguns skatistas da Califórnia, mais precisamente de Santa Mônica, se aventuraram a andar em piscinas vazias, e assim foi criada o Pool Riding que atualmente é uma modalidade underground praticada por alguns skatistas que gostam de transições rápidas. Recentemente, em 1999, a Vans (uma marca de tênis para skatistas) inaugurou uma das maiores pistas da América, onde a atração principal é uma réplica da famosa piscina Combi Pool que ficava na extinta pista de Pipeline em Upland. E já promete outra pista para breve, sempre com a inclusão de piscinas no seu desenho.
  • Street skate
  • a)No skate de rua (street skate), os praticantes utilizam a arquitetura da cidade, por exemplo, bancos, escadas e corrimãos (elementos do mobiliário urbano) como obstáculos para executar suas manobras e se expressar.

    b)Em campeonatos dessa modalidade o skatista tem em média um minuto para se apresentar em uma área de competição que geralmente imita elementos da arquitetura das cidades.

    c)O street skate de alto nível de dificuldade acontece principalmente nas ruas, sem envolver nenhuma competição. Esse tipo de skate pode ser visto em revistas e vídeos especializados.

  • Vertical
  • A modalidade vertical é praticada em uma pista com curvas (transições), com 3,40m ou mais de altura, três metros de raio e quarenta centímetros de verticalização, geralmente possuem extensões. A pista, que apresenta a forma de U, é chamada de half-pipe e pode ser feito de madeira ou concreto.

    Slide 360°

    Modalidades do Skate Downhill

    Skate Downhill

    Como o próprio nome já diz: montanha abaixo. O skate downhill pode ser dividido em outras modalidades:

    Skate Downhill - Stand Up - Consiste em descer uma ladeira com os pés posicionados sobre a lixa, no menor tempo possível, usando técnicas de curvas e aerodinâmica. Além disso, o stand up deve ser praticado sempre com equipamentos adequados como: skate velozes, capacetes fechados e macacões de couro semelhante aos usados em motovelocidade.

    Skate Downhill - Slide - Descida em ladeiras com manobras de slide (derrapadas). No skate downhill slide é necessário o uso de rodas mais duras e escorregadias, além de joelheiras e luvas com nylon colados na palma da mão.

    Skate Downhill - Longboard - Descida em ladeiras com manobras de slide (derrapadas) e também fazendo estilos e trocas de pés. O skate downhill longboard lembra um pouco o surf.

    Modalidades do Skate Vertical

    Skate Vertical

    O skate vertical pode ser praticado em pistas onde existam transições e pode ser subdividido em várias modalidades.

    Skate Vertical Half Pipe - É praticado em rampas de 4 metros de altura em formato de "U". As manobras podem ser de aéreos, onde o skatista realiza um vôo e retorna na própria pista, ou pode ser de borda, onde se desliza por cima de uma borda metálica.

    Skate Vertical Mini Ramp - O skate vertical mini ramp é praticado em rampas de até 2 metros de altura. Nessa versão menor do skate half pipe, as manobras podem ser de aéreos, onde o skatista realiza vôos mais baixos do que no half. Vale lembrar que a maioria das manobras são de borda.

    Skate Vertical Bowl - O Skate Vertical Bowl consiste em uma pista em formato de piscina, geralmente acima de 3 metros de profundidade e termina em parede de 90º, onde o skatista concentra velocidade aliado às manobras.

    Skate Vertical Banks - Tem formato de piscina, com o fundo mais raso do que o bowl e não chega a ter 90º nas bordas. O skatista se concentra em linhas de velocidade e de manobras corridas de borda. Se a pista tiver cotovelo, também se aplicam manobras de skate aéreo.

    Manobras

    Posições em relação ao skate

    180º - O skatista troca a base do skate.

    360º - O atleta dá uma volta completa em torno de seu próprio corpo.

    900º - O skatista salta e executa dois giros e meio no ar.

    Frontside e Backside air - No front, o skatista segura a parte de trás e vai pra frente do obstáculo. No back, faz a operação inversa.

    Ollie - A manobra básica do skate. É um salto que o atleta dá e tira o skate do chão.

    Handplant - É uma manobra bonita de se ver. O atleta planta bananeira com uma mão no skate e a outra na borda da pista.

    Invert - Essa é uma manobra que varia do handplant. Nela, o skatista segura o carrinho com a mão da frente entre as pernas.

    Eggplant - É exatamente o inverso do handplant. A mão de trás segura o skate e a mão da frente vai na borda da pista.

    Burn Twist - Inventada por Bob Burnquist, a manobra consiste em um eggplant com 360º.

    Kickflip - Faz o skate rodar por baixo dos pés do skatistas.

    Line Air - O skate é seguro com a mão de frente, com o skatista voando para a parede.

  • Frontside

  • O skate gira e você acompanha com o seu corpo para o lado esquerdo. Abreviação fs ou f/s. Em borda ou corrimão frontiside é quando você vai de frente pro corrimão. Exemplo Fs noseslide.
  • Backside

  • O skate gira e você acompanha com o seu corpo para o lado direito. Abreviação bs ou b/s. Em borda ou corrimão backside é quando você vai de costas pro corrimão. Exemplo Bs Noseslide
    Toda manobra tem backside e frontiside.
  • Base Regular

  • É a base, em posição normal, com a perna esquerda à frente (aproximadamente no meio) e a direita no tail, no qual, o skatista melhor se adapta.
  • Base Goofy

  • É o inverso da Regular, o skatista apoia a perna direita à frente e a esquerda no tail
  • Switch Stance

  • É uma variação de base, o pé utilizado para chutar as manobras passa a batê-las com o pé no tail. Sendo assim se você usa o pé esquerdo no tail vai passar a utilizar o pé direito e assim vice-versa. Abreviação ss ou s/s. Executa-se qualquer manobra sobre essa base. Por exemplo. Switch Stance ollie,Switch Stance Flip,Switch Stance Heelflip,Switch Stance Crooked.
  • Nollie

  • O pé que é utilizado para chutar as manobras, passa a pisar no nose e assim batendo as manobras com o pé trocado.Exemplos: nollie flip, nollie fs 180, nollie bs 180, etc.
  • Fakie

  • Manobras realizadas com o skate movendo no sentido contrário ou simplesmente terminar uma manobra andando no sentido oposto. Manobras de fakie são diferentes das manobras de switch stance, pois nesta é como se você tivesse vendo o skatista andando através de um espelho. Exemplos: fakie ollie, fakie kickflip e rock to fakie.

    Manobras de Chão

  • Ollie

  • Pise com força no Tail e chute com o pé da frente em direção ao nose, saltando ao mesmo tempo, para fazer o skate saltar, isso é a base para quase todas as manobras importantes lembrando esse "chute" tende a ser suave para melhor alinhamento do skate no alto.
  • Flipeer

  • É como o Heelflip só que o skate vai mais adiantado. Para dar o atleta tem que botar o pé antes do meio do skate, então é só chutar pro lado e jogar o corpo para o lado que o skate for.
  • Flip (giro) (Kickflip)

  • Manobra onde o atleta após realizar o movimento do ollie com o pé de trás, arrasta o pé da frente para o lado e para frente, simultaneamente, diagonalmente, fazendo com que o skate gire no seu eixo longitudinal e retorne a posição original.
  • HeelFlip

  • É como um flip (giro), com a diferença de que é chutado com o calcanhar do pé da frente. Você chuta com o pé da frente para a esquerda sentido ao nose dando leve impulso para baixo, ele vai girar 360º, é só cair em cima dele.
  • Pop Shove-it

  • Pressiona-se o tail do skate para trás, fazendo com que o shape gire 180º no ar, longe do chão. Em sentido horário para base Regular (Pé esquerdo à frente) e anti-horário para Goofy.
  • Fs Shove-it

  • Semelhante ao Pop Shove-it, mas com o sentido oposto.
  • Varial

  • Um 180° rente ao chão parecido com um pop shove-it só que sem sair do chão.
  • Varial Flip

  • Semelhante ao Shove-it, mas além de girar 180º rente ao chão, o skate gira um flip junto.
  • Impossible

  • Monobra em em que o skate gira sobre o pé de trás. Quando roda no pé da frente é chamado de Front foot impossible ou Ollie fazendo o skate girar em torno do seu próprio eixo, usando o pé de trás.
  • Hardflip

  • Um Fs shove-it (o contrário do pop shove-it), junto de um flip.Dá a impressão de um meio flip com o skate dando uma volta. Chute o pe de trás in direção da mão da frente.
  • Inward Heelflip

  • Um popshovit com um heelflip (modo inverso ao hardflip).Dá a mesma impressão do hardflip, porém invertida.
  • 360º Flip

  • É uma manobra que o skate faz rotação de 360° graus juntamente com mais 360° em eixo. No Brasil, mais conhecido como kickflip, nos Estados Unidos da América (inglês: United States of América, USA ou US), é conhecido como 360° Flip (giro). Finalizando uma variação de 360 FS Shove-it com um Flip (giro).
  • Body varial

  • Ollie flip fazendo o corpo girar 180º, com o skate seguindo o sentido normal.
  • Pogo air

  • Consiste em deixar o skate quase na vertical com o skatista em cima. O skate toca o chão apenas com a ponta do tail ou do nose e o skatista segura o outro extremo com a mão, enquanto se apóia com o pé sobre o truck que está mais embaixo. A mão puxa o skate para equilibrá-lo com o peso do skatista.
  • Pogo No-Handed

  • Similar ao Pogo, mas sem usar a mão. Ao invés de segurar o extremo que está no alto com a mão, usa-se o pé que não está apoiado no truck. O peito do pé fica em contato com a lixa, puxando o skate em direção ao skatista, cumprindo a mesma função que a mão cumpria.
  • Manual ou Tailwheelie

  • Sobre o chão, o skatista equilibra-se sobre o truck traseiro sem encostar o tail no chão.
  • Nosemanual ou Nosewheelie

  • Sobre o chão, o skatista equilibra-se sobre o truck da frente sem encostar o nose no chão.
  • Reverse

  • É a manobra mais básica para se trocar de base. Consiste em deixar um dos trucks deslizar sobre o chão fazendo-o ir para frente ou para trás.
  • Wallie

  • Andar de skate sobre um obstáculo.
  • Wallride

  • Andar de skate pela parede.

    Grinds

  • 50-50 (Fifty-Fifty)

  • O skate desliza sobre os dois trucks sobre a borda.
  • 5-0 Grind

  • O skate desliza com o truck de trás sobre a borda sem encostar o tail sobre a mesma. Está manobra pode ser feita também em corrimãos.
  • Nosegrind

  • Semelhante ao 5-0 Grind, mas desliza-se sobre o truck dianteiro.
  • Boardslide

  • O skate desliza sobre a borda com a parte de baixo do shape. Para isso, deve-se projetar o nose para encaixar o meio do shape.
  • Rockslide

  • O skate desliza no meio do Shape, semelhante ae Darkslide mas, quando executado se chuta o skate para o lado, introduzindo-o no meio de um corrimão.
  • Lipslide

  • Semelhante ao Boardslide, porém ao invés de projetar o nose para encaixar o meio do shape, joga-se o tail, encaixando o meio do shape.
  • Noseslide

  • O skate desliza o nose perpendicularmente à borda.
  • Tailslide

  • Semelhante ao noseslide, porém desliza-se com o tail.
  • Crooked

  • O skate desliza sobre o truck dianteiro inclinado mais ou menos 45° para fora da borda.
  • Darkslide

  • Semelhante ao rockslide, mas quando executada, chuta-se a metade de flip, deslizando com o meio da lixa sobre o trilho ou cano.
  • Rowley Darkslide

  • Semelhante ao Darkslide, só que com um dos pés entre os trucks.

    Aéreos / Grabs

  • Nosegrab

  • Enquanto está no ar, os skatista dobra o seu joelho dianteiro e segura no nose com a mão.
  • Tailgrab

  • Semelhante ao Nosegrab só que segurando no tail e dobrando o joelho traseiro.
  • Cannonball

  • Um Nosegrab e um Tailgrab juntos, o skatista dobra os joelhos e agarra o nose e o tail, ao mesmo tempo.
  • Christ Air

  • Quando estiver no ar, tirar o skate dos pés fazendo a posição de um crucifixo e logo após coloca-se o skate novamente nos pés.
  • Indy Air

  • Enquanto está no ar, o skatista segura na parte do meio do skate que está em frente ao seu corpo, sem esticar as pernas.
  • Indy Stiffy

  • É um Indy Air com as pernas esticadas. tem que levantar os pneus da frente e cair no skate.

    O atual tetracampeão mundial de skate vertical (2003, 2004, 2005 e 2006), Sandro "Mineirinho" Dias, é um dos principais atletas da modalidade. Nascido em Santo André, Mineirinho começou a andar de skate na garagem do prédio com um amigo. Os dois pegavam o skate do irmão de seu amigo, colocavam um pneu em cima e, enquanto um empurrava, o outro ia sentado dentro do pneu.

    Mineirinho, que se tornou profissional em 1997, é considerado o rei do 540, e foi o 3º skatista do mundo a acertar a manobra 900º. Seu primeiro título foi o de campeão brasileiro iniciante de street, em 1988. Desde então, Mineirinho enfrentou alguns obstáculos, como em 1990, que foi obrigado a deixar o esporte. Mas em 1995 voltou à ativa em plena forma, conquistando o 5º lugar em sua primeira competição.

    Um outro destaque do skate também é brasileiro: Bob Burnquist. O atleta, que é filho de mãe brasileira e pai norte-americano, começou a andar de skate aos nove anos e sempre chamou a atenção devido à sua facilidade de andar de base trocada.

    Em 1994, quatro anos após começar a andar de skate, mudou-se para os Estados Unidos, buscando se profissionalizar no skate. Um ano depois, conquistou o Slam City Jam em Vancouver, no Canadá. Em 97,98 e 99, foi eleito o skatista do ano pelos principais veículos do esporte. Mas o auge de sua carreira foi em 2000, quando conquistou o Münster Monster Mastership e o Mundial.

    O norte americano Tony Hawk é um dos principais atletas do mundo. É freqüentemente considerado um dos mais habilidosos e mais famosos skatistas atuais. Tornou-se profissional aos 14 anos e até o ano de 2004, Tony realizou uma série de manobras históricas e ganhou mais de 80 competições. Após 11 tentativas mal sucedidas, realizou o primeiro giro de 900 graus nos X games de 1999 e ganhou o prêmio de melhor manobra na competição.

    O atleta, que muitas vezes é chamado de "birdman" (homem-pássaro), tem trabalhado para devolver alguma coisa para o esporte que tanto lhe deu: criou o Tony Hawk Foundation, fundação criada para promover e financiar pistas públicas em comunidades carentes e já distribuiu mais de um milhão de dólares para entidades sem fins lucrativos construírem pistas por todo os Estados Unidos.

    O curitibano Rodil de Araújo Junior, o Ferrugem, é outro brasileiro que se destaca no skate. Sua vontade era ser piloto de motocross, mas seu pai não permitiu, por achar o esporte muito perigoso. Ferrugem, com o dinheiro de sua mesada, comprou um skate e começou a andar. O atleta foi se desenvolvendo e hoje é bicampeão mundial de skate street (2002-2004). No feminino, em 2006, Karen Jones foi a primeira brasileira a conquistar um título no Circuito Mundial de Skate Vertical na categoria feminino.

    Confira os brasileiros campeões mundiais de skate

    1995 - Rodrigo "Digo" Menezes (vertical)

    2000 - Bob Burnquist (vertical) e Carlos de Andrade, o Piolho (street)

    2002 - Rodil de Araújo Júnior, o Ferrugem (street)

    2003 - Sandro Dias, o Mineirinho (vertical)

    2004 - Sandro Dias, o Mineirinho (vertical) e Rodil de Araújo Júnior, o Ferrugem (street)

    2005 - Sandro Dias, o Mineirinho (vertical)

    2006 - Sandro Dias, o Mineirinho (vertical) e Karen Jones (vertical)

    2007 - Robert Dean da Silva Burnquist ou Bob Burnquist.

    Venha curtir Skate aqui em Extrema - MG    Veja as fotos da pista e muito mais no site EXTREMAONLINE.COM


    Extrema-MG
    Como Fazer um Site
    Download de Midis
    Conversões
    Download Relógios em Flash
    História do Rafting
    História do Vôo Livre
    História do Motocross
    Como Adestrar um Cão:
    Dicas do Windows XP
    Aquarismo
    Verdade Absoluta
    Dicas de Inglês
    Frases Engraçadas
    Faça turismo em Extrema MG - Confira Hotéis em Extrema - Imobiliárias em Extrema - Restaurantes em Extrema

    Ir para IndexQUER CONHECER EXTREMA?